O diabetes pode atingir pessoas de diferentes idades, gêneros e raças. As mulheres representam um dos grupos mais afetados no mundo. Cerca de 8% delas estão com diabetes e precisam ficar particularmente atentas em alguns momentos, como na chegada da menopausa.

Além do cansaço típico, da falta de ânimo e dos fogachos (ondas de calor), ao entrar nesse período, as mulheres com diabetes ficam mais vulneráveis a ter doenças do coração, pois deixam de produzir estrogênio, um hormônio que tem efeito protetor contra doenças cardíacas. O metabolismo também diminui e pode levar ao ganho de peso, o que pode tornar mais difícil o controle do diabetes.

É preciso conversar com seu médico, pois a menopausa pode interferir na produção de insulina, o que exige ajustes na alimentação e nos medicamentos. Se a paciente for sedentária, é recomendado que comece alguma atividade física, pois os exercícios auxiliam no controle dos sintomas. 

E não se esqueça: medir a glicemia regularmente e seguir o tratamento recomendado é essencial para manter o diabetes estável em qualquer momento da vida.





Tags: diabetes; menopausa; sedentarismo; estrogênio; fogachos



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários