Grande parte das pessoas com hipertensão fica preocupada com as mudanças que terá de fazer na dieta, principalmente em relação ao sal. Apesar de parecer complicado, ou até impossível, substituir é mais simples do que parece.

Se você cozinha diariamente, a chance de usar cebola e alho para refogar o arroz é grande. Lembre-se de que eles também podem ser usados para refogar verduras e carnes. 

Não esqueça de todas as outras ervas que podem dar um sabor especial. Pimenta-do-reino, açafrão, cominho, alecrim, hortelã, páprica, cada um tem sua personalidade e combina com diferentes pratos. 

Uma alternativa mais versátil é o sal de ervas, que contribui para diminuir o consumo de sódio e ainda agregar benefícios do uso de especiarias. Basta misturar orégano, manjericão, manjerona, sálvia, tomilho e alecrim. Normalmente, uma colher de sopa de cada condimento, mais meia xícara de chá de sal. Depois é só bater tudo no liquidificador até que fiquem bem misturados.  

Depois de pronto, ele pode ser utilizado em saladas, legumes, molhos e onde mais você gostar! Fique atento porque esse tipo de sal também é vendido pronto no supermercado, mas geralmente contém quantidade elevada de sódio. Prefira fazer em casa.

Frutas e temperos cítricos, como limão e vinagre, também são bem-vindos. Vão bem com carnes, peixes e saladas. Mas vale um alerta quanto ao vinagre: ele também tem sódio. Mesmo que o teor seja baixo, pode ser significativo para alguns casos de hipertensão. Dê preferência ao limão, que além de dar acidez, auxilia na digestão, principalmente de comidas gordurosas.

Por fim, evite comprar temperos processados, principalmente aqueles de tabletes, pois possuem quantidades elevadas de sal e de gordura. Dê preferência a temperos naturais.





Tags: hipertensão; sal; sal de ervas; temperos processados



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários