A crise hipertensiva é caracterizada pelo aumento abrupto da pressão arterial. O paciente precisa ficar muito atento, já que a hipertensão na maioria das vezes é silenciosa. Quando há presença de sintomas, é porque a pressão já está perigosamente elevada.

Três sinais comuns de crise hipertensiva são dor de cabeça, tontura e vista embaçada. Muitos pacientes veem pontos luminosos devido à alteração de pressão nos vasos dos olhos. Caso tenha esses sintomas, meça a pressão arterial. Se os números forem iguais ou maiores que 18 por 12, trata-se de uma crise e é preciso buscar atendimento médico imediatamente.

A crise hipertensiva pode ser classificada como urgência hipertensiva, que é mais leve e oferece menor risco, ou como emergência hipertensiva, quadro mais grave que pode resultar em infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral (AVC).

Quem tem hipertensão precisa aderir ao tratamento para nem passar perto de uma crise. Procure manter hábitos saudáveis e jamais deixe de tomar os medicamentos ou mudar a dosagem por conta própria. A doença, mesmo sem apresentar sintomas, nunca deve ser subestimada.





Tags: hipertensão; tontura; crise hipertensiva



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários